Carrinho

Ver iten(s)

6 Dicas de como acabar com a fadiga muscular

Já teve a sensação de que o cansaço depois de uma prova ou um treino mais pesado estava demorando mais do que o normal para passar? Isso pode ser fadiga muscular!

03/6/2020

Vamos conversar um pouco sobre a fadiga muscular, um problema que pode estar atrapalhando seu rendimento esportivo e você nem sabe que há dicas simples e fáceis de serem implementadas para evita-lo caso ele não seja sintoma de outra doença mais séria. Aliás, antes de deduzir que seu problema é simplesmente fadiga muscular, é importante passar em um médico para fazer exames.

O que é fadiga muscular?

1.    Cuide de sua alimentação

2.    Faça aquecimento

3.    Hidrate-se

4.    Seja constante

5.    Faça massagens

6.    Melhore a respiração

Não entenda mal...

O que é fadiga muscular?

É uma das várias formas de fadiga e, como já diz o nome, atinge algum músculo por conta do excesso de atividade físicas.

Ela aparece quando o corpo não consegue produzir energia o suficiente queimando glicose com oxigênio, para compensar, o corpo começa a criar energia de forma anaeróbica (sem a utilização de oxigênio) e, depois de alguns processos, isso cria o chamado ácido lático. É esse ácido que cria o desconforto caso começar a se acumular no corpo.

Os sintomas geralmente são um cansaço físico que não passa e dores nos músculos que foram trabalhados de forma exagerada.

É separada entre dois tipos:

A central e a periférica.

A fadiga muscular central são aquelas em que apenas uma parte do corpo está sobrecarregada, então todo o incômodo se concentra naquele músculo. Já a fadiga muscular periférica ocorre quando seu corpo inteiro está cansado.

  1. Cuide de sua alimentação

Existem alimentos que ajudam a combater a fadiga assim como existem problemas que podem agravar o problema. Os alimentos bons trazem mais nutrientes e mais energia, como é o caso dos carboidratos, muito importantes

Para não deixar o post muito grande, escolhi fazer um texto explicando com mais detalhes sobre os alimentos que te ajudam e os que te atrapalham.

  1. Faça aquecimento

O aquecimento é importante e todo mundo sabe, mas acredito que nem todo mundo saiba exatamente o porquê disso ser importante.  Aprenderam quando criança que o aquecimento faz parte da atividade física e continuaram fazendo quando cresceram.

O aquecimento nada mais é que o dilatamento dos vasos sanguíneos. Como o coração precisa bombear mais sangue por isso e aumenta a frequência cardíaca, a temperatura eleva também e tudo isso faz com que o músculo “entenda” que ele vai ter que aumentar a intensidade do metabolismo. Feito isso, o corpo já começa a atividade física intensa preparado para evitar a criação do ácido lático e preparado para remover o pouco que, inevitavelmente, será produzido.

  1. Hidrate-se

Mais uma dica que todo mundo sabe que é importante, mas talvez não saiba exatamente o porquê.

Tomar água é importante porque ela compõe boa parte do plasma sanguíneo, que é a parte líquida do sangue. Quando você toma água, você está “alimentando” o plasma e deixando ele mais fino para fluir com mais rapidez pelas suas veias, levando nutrientes e oxigênio pelo seu corpo.

Lembra que o que produz ácido lático é a falta de oxigênio no corpo? Pois é... tomar água diminui essa falta de oxigênio.

  1. Seja constante

Sua condição física aumenta aos poucos com os treinos, com isso seu metabolismo será mais eficiente e resistente e a necessidade de produzir ácido lático é menor.

Mas tudo isso só acontece quando você é constante nos treinos, ou seja, não adianta ser alguém que só treina intensamente no fim de semana e durante a semana não faz nenhum tipo de exercício, pois seu corpo nunca vai ficar “melhor” em transportar oxigênio pelo seu corpo.

  1. Faça massagens

Fazer massagens depois do exercício ajuda o sangue a circular e, como já foi dito, é pelo sangue que o oxigênio chega nos locais necessários. Estimular a circulação com massagens de pelo menos dez minutos vai te ajudar a diminuir essa fadiga toda.

  1. Melhore a respiração

Acho que todo mundo já estava esperando por essa, certo? Falei tanto sobre oxigênio que seria estranho não comentar sobre como respirar da forma correta durante o exercício é importante para diminuir a fadiga. Por ser um assunto muito complexo, vou deixar aqui um link dando as dicas de como aprender a respirar.

Não entenda mal...

Por mais que eu tenha dito tudo isso sobre o ácido lático, ele não é de todo mau. É ele que te faz perceber quando você está exagerando muito no exercício e te avisa quando é hora de parar para evitar uma lesão, então preste atenção na queimação que ele provoca! Nem toda dor é ruim. 😉


Compartilhe nas redes sociais: